FeirasFimec

Fenac testa protocolos de segurança

Fenac utiliza Conexão Sulserve como teste de protocolos de segurança contra a Covid-19

fenac sulserve

 A Fenac, uma das principais organizadoras de feiras calçadistas do país, está se preparando para a volta dos eventos presenciais. Responsável por organizar a Feira da Loucura por Sapatos – que ocorre duas vezes ao ano- e a Fimec – um dos maiores eventos do setor na América Latina, ela realizou, na terça-feira, dia 22, um evento-teste.

Trata-se do Conexão Sulserve, que conecta o público da área de gastronomia, padaria e hotelaria. O evento  teve a presença de público e contou ainda com conteúdo e networking por meio de uma plataforma digital.

Fenac projeta feiras presenciais

Fenac SulserveA realização do Conexão Sulserve serviu como uma preparação para o próximo evento da empresa: a Fimec.  A feira ocorrerá entre os dias 9 e 1 de março de 2021.

Para que pudesse ocorrer, foi montado um estúdio no Centro de Eventos da Fenac. No local, onde ocorreram  transmissões ao vivo pela plataforma online,  foram testados os protocolos de segurança.  A ideia é possibilitar a ocorrência de feiras presenciais.

Simulação

Fenac SulserveA fim de possibilitar essa preparação, o Conexão Sulserve teve um número limitado de convidados. Durante o evento, foram avaliados todos os itens do protocolo desenvolvido pela Fenac, em conjunto com um médico infectologista.

E, nesse sentido, a simulação teve um importante papel para a empresa, como destaca o diretor-executivo da organizadora, Mauro de Paula.

Com a autorização do Centro de Operações de Emergência Municipal (COEM COVID-19), estamos simulando um evento presencial e testando todos os itens do protocolo de segurança que criamos. Com equipe treinada para este fim e todos os itens bem avaliados, já estamos nos preparando de forma organizada para o retorno das feiras.

Mauro de Paula, diretor -executivo da Fenac

A partir deste evento e do decreto estadual, a Fenac irá fazer os devidos ajustes necessários para os próximos eventos. Também deverá finalizar o protocolo de segurança  e enviá-lo  à Prefeitura de Novo Hamburgo para que seja avaliado, aprovado e, com isso, se torne possível realizar feiras presenciais em 2021.

Paulo Filipe Lacerda